Ricardo afirma que não teme avaliação do PSDB

O governador da Paraíba, Ricardo Coutinho (PSB), comentou pela manhã dois assuntos que dominam a pauta da editoria política no dia de hoje. Um deles foi o atraso na votação da Lei Orçamentária Anual (LOA), cuja apreciação só deve acontecer na próxima quarta-feira, 22, depois de muita discussão na comissão de orçamento da Assembleia e da presença do secretário de Planejamento do Estado, Gustavo Nogueira, nesta terça-feira para um diálogo com os parlamentares.
 
"O prejuízo é da população e dos poderes. A oposição ao Governo na Assembleia não consegue ter rumo. Está completamente perdida. Eles não têm um debate construtivo a fazer, não conseguem dizer onde o governo erra, porque não conseguem e não têm outro projeto e apelam para o que parece uma brincadeira de menino buchudo. Precisamos ter grandeza para não nos perder em coisas tão miúdas e não desrespeitar a população. Uma parte da Assembleia parece que vive na contramão", disse Ricardo.
 
O chefe do executivo estadual também foi questionado a respeito de declarações do senador Cássio Cunha Lima sobre a aliança firmada com o PSB em 2010. O tucano disse que seu partido, o PSDB, vai fazer uma avaliação da gestão estadual para verificar se a composição deve ser mantida para o pleito deste ano. A respeito disse, Ricardo afirmou:
 
“Ele vai perceber e é bom que todos percebam que a Paraíba avançou e muito com a construção de escolas técnicas profissionais, reforma e investimentos em educação, criação de 611 novos leitos em hospitais que vão perfazer um total de mil ao fim da gestão, Hospital de Oncologia em Patos, reajustes anuais de servidores, abono natalino do Bolsa Família, Habilitação Solidária… uma série de políticas públicas implementadas por nosso governo. Não tenho problema com avaliação. É bom que ela seja feita. Eu fui criado nos debates”, resumiu o socialista.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.