Ricardo afirma que empréstimos do Governo podem comprometer o Estado

O presidente estadual do PSB e pré-candidato ao Governo do Estado, Ricardo Coutinho, declarou que está preocupado com a dívida que será deixada para o próximo governador da Paraíba, diante dos seis empréstimos, que juntos significam débito de mais de R$ 800 milhões, contraídos pela atual administração estadual em apenas 15 meses.

O socialista disse que esta deve ser uma preocupação não apenas dele, mas sim, de toda a Paraíba, já que é uma ação que pode comprometer seriamente as finanças do Estado nos próximos anos, ultrapassando os índices estabelecidos pela Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Para ele, a Assembleia Legislativa está correta em pautar essa discussão, algo que também deveria ser manifestado por outros órgãos e entidades da sociedade civil. “Acho que a Assembleia está certíssima em pautar esse debate e tentar não permitir que ninguém, nem o atual governante, nem qualquer outra pessoa que seja, busque inviabilizar o Estado para outra década”, comentou.

Ricardo lembrou que em janeiro de 2003, o Estado tinha cerca de 16% de sua receita comprometida com o pagamento de dívida pública. Em fevereiro de 2009, mês da saída do ex-governador Cássio Cunha Lima, esse percentual caiu para 6%. “Foi garantida assim, capacidade de pagamento e permitindo que houvesse capacidade de investimento maior”, assinalou.

Segundo o socialista, o atual Governo teria a obrigação de se pronunciar diante a sociedade e mostrar que conseguiu reduzir essa dívida e não elevá-la. “Uma coisa é realizar a solicitação de um, dois empréstimos, outra é contrair seis, em apenas um ano e três meses. Isto não tem justificativa”, declarou.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.