Requião associa câncer de mama masculino a homens gays

O governador do Estado do Paraná, Roberto Requião, causou polêmica nesta terça-feira em Curitiba, em reunião semanal transmitida pela TV Paraná, ao dizer que o câncer de mama em homens deve ser "consequência de passeatas gay".

A ação do governo não é só em defesa do interesse público. É da saúde da mulher também. Embora hoje o câncer de mama seja uma doença masculina também, né? Deve ser conseqüência dessas passeatas gay", disse o governador.

A declaração causou reação da APPAD (Associação Paranaense da Parada da Diversidade), em Curitiba, que pediu uma audiência com Requião para tratar do assunto.

"Lamentavelmente esse tipo de pronunciamento reforça a discriminação, a violência e o assédio moral contra os e as milhares de LGBT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais) do estado do Paraná e do Brasil já que o sinal da TV Paraná Educativa é transmitido ao vivo para todo o pais"– declarou Márcio Marins, presidente da entidade.

 

Folha Online

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.