Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Renuncia deputado acusado de dirigir alcoolizado e matar dois

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O deputado estadual do Paraná Fernando Ribas Carli Filho (PSB) renunciou ao cargo nesta sexta (29). Com a renúncia, Carli Filho perderá a imunidade parlamentar e terá de responder na Justiça Comum ao processo do acidente de carro no qual provocou a morte de dois jovens.

A renúncia também evita o risco de que o deputado tenha o mandato cassado e fique inelegível por oito anos. No último dia 18, a Corregedoria-geral da Assembleia paraense abriu uma sindicância para investigar o caso.

Desde o último dia 10, o deputado está internado no hospital Albert Einsten, em São Paulo. Carli Filho foi o único sobrevivente da colisão com outro veículo onde estavam Gilmar Rafael Souza Yared e Carlos Murilo de Almeida, que morreram no local.

Exame do Instituto Médico Legal de Curitiba apontou que o deputado estava alcoolizado no momento do acidente.
 
Ele já havia ultrapassado a quantidade de pontos da carteira de habilitação por causa de multas por excesso de velocidade. Foram 30 multas desde 2003, sendo 22 após ter assumido o mandato parlamentar. As infrações somam 130 pontos. Carli Filho não podia dirigir desde julho do ano passado.  

O acidente aconteceu no dia 7 de maio, quase 1h da manhã, em um cruzamento de Curitiba. Câmeras de um posto de combustível que fica na esquina onde ocorreu a colisão registraram as últimas imagens do carro onde estavam os dois rapazes que morreram. Nas imagens, o carro das vítimas passa em frente ao posto e freia ao se aproximar do cruzamento. Quando avança, é atingido pelo carro do deputado que vinha na outra rua.

Carli Filho passou por uma cirurgia para corrigir fraturas no crânio e na face e está internado em um quarto, consciente. Segundo sua assessoria, ainda será analisada a necessidade de uma nova intervenção.

‘Sem privilégios’

Nesta sexta, encerrava-se o prazo para a apresentação da defesa de Carli Filho na sindicância aberta pelo corregedor-geral e pela Mesa Executiva.

No ofício entregue à Presidência da Assembleia por seu advogado, Roberto Brzezinski, Carli Filho diz que se envolveu no acidente “sem vontade direta ou indireta” e que transmite a todos os familiares e amigos dos dois rapazes “o meu sentimento de solidariedade espiritual”.

Ele afirma ainda que aguardará o processo e julgamento “sem prerrogativas funcionais ou privilégios de qualquer ordem para receber, como cidadão comum, a sentença que as circunstâncias do fato e a sensibilidade da Justiça determinarem”.
 
A assessoria da Assembleia Legislativa do Paraná informou que quem assume no lugar de Carli Filho é o segundo suplente, Wilson Quinteiro (PSB). O primeiro suplente, Mário Roque, não poderá assumir porque mudou de partido, saiu do PSB para o PMDB.

Na segunda-feira (1º), o presidente da Assembléia legislativa, Nelson Justus (DEM), lerá o pedido de renúncia na sessão e convocará o suplente para assumir o cargo.

G1

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Exaustão, sobrecarga… por que não reconhecemos os nossos limites?

Presidente do PT é acusado de cometer etarismo contra Luiz Couto

Incidente no Restaurante Garden: entenda o que realmente aconteceu

Anteriores

Artêmio Picanço, advogado

Advogado considera “surreal” decisão da Justiça da Argentina pela prisão domiciliar de Antônio Neto

Igreja Matriz de Monteiro

Polícia procura mulher suspeita de furtar dinheiro de ofertas da Igreja Matriz, de Monteiro

PF Operação Rescue

Operação da PF prende homem por armazenar imagens de abuso sexual de crianças

Concurso, freepik 1

MP recomenda retificação de edital do concurso para Guarda Civil de Santa Rita

PF operação Pombo, Objetos encontrados em casa de funcionários dos correios

PF investiga desvio de encomendas dos Correios e apreende objetos em casa de servidor

João Pessoa linda demais, secom pb

João Pessoa é destaque entre os Top 10 Destinos de Viagem para o mês de julho

Fábio Andrade, procurador-geral do Estado

Estado aprova lista de acordos diretos de precatórios com 593 propostas e R$ 78 milhões

Sérgio Moro 22

Por unanimidade, TSE rejeita cassação do mandato de Sergio Moro

Perilo Lucena, juiz

Ação alerta contra abuso e exploração sexual infantil nos festejos juninos de CG

Criança e adulto, mãos dadas

‘Festa da Adoção’ tenta aproximar crianças e adolescentes de pessoas aptas a adotar