Registro de candidatura de Dinaldo Wanderley é negado no TSE

O ex-deputado estadual Dinaldo Wanderley (PSDB) não teve sucesso no recurso impetrado no Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para rever a negativa de registro de sua candidatura à reeleição. Apesar de ter votos suficientes para ser reconduzido à Assembleia Legislativa, ele foi barrado por causa da lei 64/90, também conhecida como lei das inelegibilidades. Desta forma, a composição na Assembleia Legislativa da Paraíba continua a mesma e o deputado Genival Matias permanece com assento na Casa.

No julgamento ocorrido ontem no TSE, apenas o ministro relator do processo, Gilson Dipp, votou pelo deferimento do registro de candidatura de Dinaldo. Votaram contra o paraibano os ministros Henrique Neves, Laurita Vaz, Carmen Lúcia, Arnaldo Versiani, Marco Aurélio e Ricardo Lewandowski.

Dinaldo Wanderley teve seu registro negado porque teve contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas da União (TCU) na época em que foi prefeito de Patos.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.