Record exibe comercial proibido

A Record estaria infringindo a legislação ao exibir comerciais irregulares em Campinas (SP), cidade que representa 3% do potencial de consumo no Brasil. O problema é que a emissora não tem geradora no local.

De acordo com a coluna Outro Canal, da Folha de S.Paulo, a Record outorga o canal 2 em Campinas, que é uma retransmissora (RTV). A legislação determina que apenas geradoras podem exibir programas e anúncios. Cabe às retransmissoras apenas retransmitir os sinais recebidos das geradoras, sem adição de comerciais ou conteúdo.

Ficam fora da lei apenas as retransmissoras da Amazônia Legal. As geradoras são obtidas em licitações e as retransmissoras em cessões.

A Record afirmou que Campinas retransmite o sinal de São Paulo, sem inserções. O jornal "Folha de S.Paulo" comparou os intervalos da emissora nas duas cidades e constatou que uma parte tem os mesmo anúncios até a metade, depois, a ordem é diferente. Além disso, uma publicidade é local.

Nesta terça-feira (01/09), a Record exibiu em Campinas, no último intervalo de "Poder Paralelo", um comercial dos supermercados Russi, que atua em Jundiaí e cidades da região. Já em "Ídolos", foi veiculado um anúncio de um fast food do município. A Record trata, em seu site, a retransmissora de Campinas como emissora.

Se as irregularidades foram constatadas, a emissora pode levar uma advertência, uma multa, ser suspensa e até mesmo ter a outorga de retransmissora cassada. De acordo com a coluna, o Ministério das Comunicações disse desconhecer o caso.

A assessoria de imprensa da Record foi procurada, mas ainda não tem posição oficial sobre o assunto.

Redação Adnews

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.