Rebelião em presídio de Santa Rita termina com duas mortes

A rebelião que começou por voltas das 21 horas desta sexta-feira, 28, no Presídio Padrão de Santa Rita, terminou com dois apenados mortos. A revolta teria sido motivada pela transferência para o Presídio de Segurança Máxima PB1, de 15 acusados de planejar uma fuga em massa, frustrada na última quarta-feira (26), durante uma operação pente-fino, quando a diretoria descobriu grades serradas e coladas com sabão para disfarçar, além de várias armas artesanais e celulares.

Os presos queimaram colchões, enquanto familiares no lado de fora, revoltados, jogavam pedras contra os policiais. Agentes do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Tropa de Choque e GATE foram acionados e entraram no presídio para conter a rebelião.

Segundo a diretoria do presídio, apenas dois detentos teriam ficado feridos, porém o estado de saúde deles é grave. Outros dois presidiários, cujas identificações ainda não foram divulgadas, morreram carbonizados.  Na manhã deste sábado, 30, a diretoria do presídio, os Bombeiros e a Polícia Militar devem fazer um levantamento dos danos causados durante a rebelião, bem como da situação dos detentos.
 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.