Raniery comenta desistência de Cartaxo e diz que vice tem que ter votos

Paulo de Pádua

O deputado Raniery Paulino, líder do PMDB na Assembleia Legislativa, voltou a cobrar hoje que o governador José Maranhão (PMDB) escolha um pré-candidato a vice na sua chapa que some politicamente, que tenha realmente voto e possa ajudar, com eficiência, na vitória do grupo nas eleições estaduais.  Raniery Paulino foi além e lembrou que o PMDB e os partidos coligados perderam as eleições de 2006 porque a chapa, naquela época, não foi montada de forma diferente. Ele acredita que o atual vice-governador, Luciano Cartaxo (PT), já é um aliado, um companheiro do grupo e, independente de permanecer ou não na composição, continuará dando uma importante contribuição à reeleição de Maranhão.

Raniery ressaltou que, caso se concretize a aliança do PMDB com o PR, o deputado federal Wellington Roberto poderia dar uma importante contribuição eleitoral, como vice, na chapa encabeçada pelo governador Maranhão. Ele não escondeu que Maranhão vem conversando com Wellington sobre uma possível aliança para o pleito de outubro.

Ao ser questionado se o ex-governador Roberto Paulino (PMDB) estaria disposto a fazer parte da chapa, o deputado comentou apenas que ele (Roberto) veste a camisa do time, está no banco de reserva e se for para jogar em qualquer posição, ele está preparado e pronto para atuar. Raniery voltou a enaltecer que a chapa majoritária tem que ser forte para poder disputar as eleições e derrotar os adversários. “Eu quero ganhar as eleições, e para isso nós temos que montar uma chapa forte, competitiva e com condições de ganhar o pleito”, disse.

Para o peemedebista, o PR e o PDT são legendas que poderão vim para somar e fortalecer, ainda mais, a chapa do PMDB e todo o grupo na disputa pelo Governo.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.