Queiroga garante que arcou do próprio bolso custos de quarentena em Nova York

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, garante que ele mesmo pagou, com recursos próprios, os 14 dias de hospedagem no hotel de luxo Intercontinental Barclay, em Nova York, onde ficou depois de testar positivo para a Covid-19 durante a viagem que fez na comitiva do presidente Jair Bolsonaro em setembro.

Queiroga ficou em isolamento por recomendação das autoridades sanitárias e à época, a imprensa noticiou que a estadia de duas semanas poderia custar até R$ 140 mil.

O custo da estadia no hotel de luxo poderia variar entre R$ 84 mil a R$ 140 mil. Deste valor, mais de R$ 50 mil teriam que ser pagos pelo ministro com recursos próprios. Segundo o ministério, o médico não utiliza o cartão corporativo concedido aos ministros de Estado.

A edição desta semana da revista Istoé noticia que o paraibano realmente pagou R$ 50 mil pela hospedagem, mas que receberá reembolso de parte do valor das diárias pago pelo governo federal.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.