Queiroga diz que governo trabalha para abolir uso de máscaras até o Natal e secretário de saúde reage

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta quarta-feira (10), em visita à Paraíba, que o governo federal trabalha para liberar o uso de máscaras até o Natal.

Segundo o ministro, o governo “vai trabalhar firmemente para ter um Natal sem máscaras”.

O secretário de Saúde do Estado, Geraldo Medeiros, reagiu a fala de Queiroga.

“As máscaras representam uma barreira importantíssima na transmissão do vírus. Consequentemente somos contrários a liberação, a desobrigação de máscaras, por ser um fator que inibe a propagação do vírus”, declarou.

A declaração de Queiroga sobre a liberação do uso das máscaras foi dada durante evento na Capital, onde o Ministério da Saúde, Marcelo Queiroga, em parceria com a Secretaria Estadual de Saúde da Paraíba e o Conselho de Secretários Municipais de Saúde (Cosems-PB), realizou uma oficina de financiamento da Atenção Primária à Saúde.
O objetivo é qualificar os gestores, pois o cumprimento da meta desses indicadores garante recurso para a Atenção Primária dos municípios. Na ocasião, estarão presentes autoridades representando as três esferas da gestão: federal, estadual e municipal. O evento ocorrerá no Centro de Convenções de João Pessoa às 9h30.

Previne Brasil – Criado em novembro de 2019 pelo Ministério da Saúde, o Programa é um novo modelo de financiamento e altera algumas formas de repasse das transferências para os municípios, que passam a ser distribuídas com base em três componentes: capitação ponderada, pagamento por desempenho e incentivo para ações estratégicas.

O Previne Brasil equilibra valores financeiros “per capita” referentes à população efetivamente cadastrada nas equipes de Saúde da Família (eSF) e de Atenção Primária (eAP), com o grau de desempenho assistencial das equipes somado a incentivos específicos, como ampliação do horário de atendimento, equipes de saúde bucal, informatização, equipes de Consultório na Rua, equipes que estão como campo de prática para formação de residentes na APS, entre outros tantos Programas.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.