Quase todos os deputados da AL tentarão voltar ao mandato

Dos 36 deputados com assento na Assembleia Legislativa da Paraíba, apenas três estão decididos a não disputar a reeleição em 2014: Wilson Braga (PV), Gilma Germano (PPS) e Carlos Dunga (PTB). Todos eles deverão ser substituídos por familiares. Wilson, que praticamente exerceu todos os cargos políticos (vereador, deputado estadual, deputado federal, prefeito e governador), vai lançar a sua esposa, Lúcia Braga (PV), que já tem passagem pelo Legislativo. Gilma, que está no seu primeiro mandato, será substituída pelo esposo, Buba Germano (PSB), ex-prefeito de Picuí. Já Carlos Dunga, um veterano na política, vai colocar o filho, Dunga Junior (PSDB).
 
Outros deputados preferem deixar para o próximo ano a definição sobre qual cargo vão concorrer. É o caso de Ricardo Marcelo (PEN), presidente da Assembleia Legislativa, que tanto poderá disputar a reeleição como sair para um cargo na chapa majoritária (vice-governador ou senador). “Ainda é cedo para uma definição e, além disso, sou um soldado do PEN e disputarei o cargo que a legenda e meus colegas acharem melhor”, ressalta o parlamentar.
 
Os demais deputados, que vão em busca de mais um mandato no Legislativo estadual, já começaram a trabalhar junto às suas bases. Branco Mendes (PEN), por exemplo, acredita que terá um voto de confiança do eleitorado para continuar defendendo os interesses da população do Litoral Sul e do Vale do Piancó.
 
Ele está indo para um terceiro mandato. “Pretendo dar continuidade ao trabalho que iniciei como vereador, depois prefeito e agora como deputado estadual”, afirmou.
 
Raniery Paulino (PMDB), que representa a região do Brejo, também disputará o terceiro mandato de deputado estadual.
 
Ele é filho do ex-governador Roberto Paulino e da ex-prefeita de Guarabira Fátima Paulino. Como membro da bancada de oposição, ele disse que tem exercido um papel de fiscalizador das ações do governo. O parlamentar é autor da Lei da Ficha Limpa, que proíbe a nomeação de políticos "ficha suja" para cargos no governo do Estado.
 
 
 
Jornal da Paraíba

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.