PT faz acordo com Luiz Couto, mas só permite imagens externas no guia

O advogado Fábio Brito, da Coligação Paraíba Unida, evitou ontem que fosse impetrada uma representação contra o bloco por causa da exclusão do deputado federal Luiz Couto (PT), candidato à reeleição, do horário eleitoral gratuito na televisão. Ele entrou em contato com o advogado do PT, Marcos Túlio e ponderou que a ação poderia ser evitada caso o partido cedesse, o que acabou acontecendo. Pelo acordo, o PT da Paraíba permitiu que fosse ao ar a partir de hoje o guia de Luiz Couto contendo apenas imagens externas. O material que traz o candidato falando, no estúdio, continuou proibido porque ele não aceita aparecer tendo como cenário a imagem de José Maranhão (PMDB).

Hoje pela manhã, o Parlamentopb conversou com Luiz Couto que continua decepcionado com seu partido. Ele anunciou que vai a Brasília na terça-feira para tratar de assuntos de seu mandato e vai aproveitar para conversar com a direção nacional a respeito de seus problemas com o horário eleitoral na Paraíba.

– É fundamental que um candidato fale no guia eleitoral e eu estou proibido de levar minha mensagem aos eleitores. Eu quero saber se a direção nacional do PT concorda com isso. Também existe um outro problema nas inserções rotativas. O partido alegou que esses espaços seriam usados apenas para propaganda institucional, mas tem candidato sendo beneficiado, enquanto para mim esse direito foi negado. Não tem existido isonomia no tratamento.

Pela contabilidade da assessoria de Luiz Couto, as inserções que deixaram de ir ao ar desde o início do guia eleitoral são 8. Cada uma delas tem 30 segundos, o que totaliza 240 segundos de divulgação eleitoral.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.