PSDC e PT do B devem se aliar ao grupo político de Maranhão para 2010

O Partido Social Democrata Cristão (PSDC) e o Partido Trabalhista do Brasil (PT do B) podem anunciar, nos próximos dias, adesão ao grupo político comandado pelo governador José Maranhão (PMDB), com vistas às eleições de 2010. Após encontro com Maranhão ontem à noite, o vereador de João Pessoa, João Corujinha, do PSDC, e Genival Matias Filho, do PT do B, confirmaram a tendência de se aliar ao governador.

Genival Matias Filho, que assumiu o Diretório Estadual do PT do B na última sexta-feira, 25, afirmou que a tendência de apoiar José Maranhão é real, mas que, após essa primeira reunião, conversará com os membros do partido sobre a conversa com Maranhão e a possibilidade de adesão. O dirigente estava acompanhado do prefeito de Juazeirinho, Bevilacqua Matias, do PRB, partido aliado do governo.  

O presidente do PT do B explicou que, a partir de agora, o objetivo é fortalecer as bases para lançar candidatos a deputados estaduais e federais e abrir Diretórios em todo o Estado – hoje são 13 -, de olho nas eleições do próximo ano.

Já o vereador pessoense João Corujinha, que assumiu a presidência do Diretório Estadual do PSDC há uma semana, deu a entender que o partido marchará junto com o governador em 2010. Ele aproveitou a reunião para convidar Maranhão a participar do encontro estadual da legenda, próximo sábado, 3, em João Pessoa, e que terá a presença de José Maria Eymael, vice-presidente nacional da legenda.

No encontro de sábado serão apresentados os novos candidatos do PSDC a deputados federais e estaduais. Serão discutidas ainda a renovação dos diretórios e a atualização das Comissões Provisórias nos municípios. O PSDC está presente, atualmente, em 70 municípios. O governador sinalizou que deve participar no evento, afirmou Corujinha.

O ex-deputado estadual Tião Gomes também esteve com o governador José Maranhão. Foi ratificar que o Partido Social Liberal (PSL) continua aliado do governo. “Queremos trabalhar em conjunto com o governo para podermos assegurar um futuro melhor para a Paraíba”, afirmou Tião Gomes, que é presidente estadual da legenda.

Durante a conversa, Tião Gomes disse ter informado ao governador sobre as adesões que o partido tem recebido, inclusive do PTB. “O PSL conseguiu, juntamente com outros partidos pequenos, criar um equilíbrio de forças dentro do partido. Não queremos a filiação de candidatos eleitos. Estamos trabalhando no meio, com candidatos que tenham 10, 15 mil votos. Foi isso que discutimos com Maranhão”, ressaltou. 

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.