PSB decide hoje se recebe Expedito Pereira de volta

O presidente estadual do PSB, Edvaldo Rosas declarou-se favorável à continuidade da aliança entre o seu partido e o PSDB, firmada no pleito do ano passado. Rosas chegou até a citar os nomes de eventuais vices de Luciano Agra (PSB), candidato à reeleição, vindos do ninho tucano, mas ressaltou que ainda não existe definição sobre o companheiro de chapa do atual prefeito:
 
– Tem setores que defendem a aliança com o PT, outros setores defendem com o PSDB.  Eu acho que nós temos que repetir a aliança vitoriosa de 2010. Eu sou dos que defendem a manutenção e tem alguns nomes como Ruy Carneiro ou João Gonçalves para vice. São nomes que dão unidade ao PSDB aqui na Capital.
 
Rosas também informou que a executiva estadual do PSB vai se reunir hoje para decidir o que fazer no cas de Bayeux, onde o ex-prefeito Expedito Pereira manifestou o desejo de retornar à legenda para concorrer à prefeitura. O caso do médico é delicado porque ele era do PSB, trocou a sigla pelo PMDB e saiu de lá insatisfeito pela falta de apoio do ex-governador José Maranhão. Agora, Expedito quer se filiar de novo ao PSB para concorrer nas eleições de 2012. O complicador, além do fato de Expedito ter votado em Maranhão é a disposição do grupo de Domiciano Cabral, aliado do governador, lançar candidato ao mesmo cargo e esperar o apoio de Ricardo Coutinho:
 
– Em Bayeux, hoje teremos reunião da executiva estadual e saberemos qual o melhor caminho: se é realmente Expedito ou não.

Outra hipótese cogitada pelo dirigente socialista é o estabelecimento de uma aliança com o deputado estadual Trocolli Júnior (PMDB), pré-candidato a prefeito de Cabedelo:

– Em Cabedelo, nós temos seis candidatos querendo disputar, mas nós queremos aquele que der mais unidade ao partido. Não vejo problema numa aliança com Trocolli Junior. Aquele que dê mais sustentação a gente apóia. Mas, temos até setembro para resolver com cautela.
 
Finalmente, o presidente estadual do PSB previu a possibilidade de eleger cerca de 60 prefeitos no estado através de alianças com partidos, inclusive com o PMDB.
 
– Temos a possibilidade concreta de eleger mais de sessenta prefeitos pelo partido, a partir das alianças de 2010. A prioridade que temos hoje é essa. Vamos ter aliança em algumas cidades com o PMDB (Poço Dantas e Barra de São Miguel), PT e PSDB.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.