Promotora denuncia vereadora e secretário por fraude em concurso

A promotora Ana Maria Pordeus informou hoje de manhã que ofereceu uma denúncia contra cerca de 50 candidatos aprovados no concurso da prefeitura municipal de Araruna, realizado no ano passado. Segundo ela, o grupo teria tentado fraudar a terceira etapa da seleção para o magistério, que consistia na prova de títulos, apresentando documentação falsa a respeito de cursos que nunca haviam frequentado. Entre os indiciados estão a vereadora ararunense Ana Lúcia e o esposo dela, que é secretário de Educação do Município.

De acordo com Ana Maria, dos nove títulos apresentados pela parlamentar, oito eram falsos: "O secretário de Educação de Araruna emitiu uma certidão falsa para beneficiar a esposa, que é vereadora. Eu encaminhei uma representação contra ela à Câmara Municipal de Araruna para que seja instaurado um procedimento por falta de decoro", disse ela.

O esquema criado no concurso da Prefeitura incluiu a falsidade ideológica e a falsificação de documentos públicos e particulares. Um dos candidatos citados no processo teria fraudado 12 documentos para ser aprovado na seleção.

"Os candidatos citados clonaram certificados de cursos de especializacao pela UFPB, de outros cursos ofertados pela UEPB, pelo Sebrae e por cursos supostamente oferecidos pela Secretaria de Educação do Estado e de várias secretarias municipais. Toda a conduta criminosa está subsidiada com documentos, mas eu também arrolei testemunhas. Foi um procedimento muito trabalhoso e estou encaminhando o processo ao judiciário para que ele aplique penas severas a estas pessoas", completou Ana Maria em entrevista concedida ao Jornal Correio da Manhã, da 98 FM.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.