Professores mantém greve mas exigem audiência com Ricardo Coutinho

Os professores da rede municipal de ensino de João Pessoa decidiram hoje à tarde manter a greve da categoria, apesar da proposta do prefeito Ricardo Coutinho, que pedia a suspensão do movimento e oferecia uma audiência com o Comando de Greve. Em entrevista ao Parlamentopb, o presidente do Sintem, Daniel de Assis, disse que os docentes não querem suspender a greve porque entendem que haveria desmobilização da categoria.

Segundo ele, o documento encaminhado pelo prefeito da capital admitia negociar, além do reajuste salarial de 10%, a carga horária, um Plano de Cargos, Carreira e Remuneração, além da paridade entre ativos e aposentados.

"A categoria rejeitou o pedido do prefeito, que acenava com uma audiência já na manhã de quinta-feira. Não vamos suspender a greve, mas entendemos que essa reunião é vital para que possamos chegar a um acordo, por isso, vamos encaminhar ao prefeito uma nova solicitação de audiência. Queremos conversar porque nosso movimento é justo", explicou Daniel.

Há uma nova assembleia do Sintem convocada para acontecer na próxima quinta-feira, 7, às 14h30, no Lyceu Paraibano.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.