Professora Rita de Cássia do Egypto morre vítima da Covid-19

Morreu na manhã deste domingo, 2, no Hospital da Unimed, em João Pessoa, a professora e pesquisadora da Universidade Federal da Paraíba, Rita de Cassia Ramos do Egypto Queiroga, de 56 anos. Respeitada e muito querida pelos alunos e colegas do Departamento de Nutrição, ela não resistiu às complicações da Covid-19.

O velório será realizado no Crematório Caminho da Paz (ao lado da mata do Amém) às 13h, sendo permitido o acesso apenas à família. Rita era filha do médico Edivaldo Pinheiro do Egypto e da psicóloga Maria do Socorro do Egypto e irmã da jornalista Eliane França.

Professora Titular da UFPB, ela atuava na área de Ciência e Tecnologia de Alimentos, com ênfase em Ciência de Alimentos, atuando, principalmente, na pesquisa de produtos lácteos, possuindo projetos de colaboração internacional com pesquisadores de Portugal, Espanha e Itália.

Membro do Programa de Pós Graduação em Ciências da Nutrição, destacou-se na linha de pesquisa em Análise e Controle de Qualidade de Alimentos (Mestrado e Doutorado) e no Programa de Pós Graduação em Ciência e Tecnologia de Alimentos, na linha de pesquisa Tecnologia de Alimentos de Origem Animal (Mestrado e Doutorado) da UFPB.

A UFPB apresentou as mais sinceras condolências e se solidarizou com familiares, amigos e todos da comunidade acadêmica.

Da mesma forma, o Departamento de Nutrição também emitiu nota de pesar.

VEJA TAMBÉM

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.