Procurador da capital nega represália ao pai do presidente do PTN

O procurador geral do Município de João Pessoa, Sandro Targino, respondeu à matéria veiculada pelo Parlamentopb contendo denúncias contra a administração municipal no caso da desapropriação de um imóvel na avenida Beira Rio. Na semana passada, o presidente do PTN da capital, Nicola Lomonaco denunciou que seu pai, Nilson Melo Lomonaco Filho, teria sido vítima de perseguição ao ter desapropriado um imóvel seu.

Sandro Targino, contudo, alegou que o terreno em questão consta nos arquivos da Prefeitura como sendo de "proprietário desconhecido".

"Não existe a perseguição denunciada pelo dirigente partidário. O registro do terreno desapropriado na Prefeitura consta como sendo de proprietário desconhecido. Além disso, a desapropriação foi solicitada pela Associação de Moradores da área e o documento está arquivado em nosso poder e assinado pelo então presidente Luiz Paulo de Araújo. Ele pede que seja construída uma praça para a comunidade", diz Sandro Targino.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.