Procurador aposentado morre vítima de AVC

O procurador aposentado do Estado e promotor de Justiça, Sabino Ramalho Lopes, 79 anos, morreu às 13 horas deste sábado (19), no Hospital Unimed João Pessoa, em decorrência de complicações de um Acidente Vascular Cerebral (AVC). Sabino Ramalho, que também era professor dos cursos de Direito da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) e do Centro Universitário de João Pessoa (Unipê), deixa viúva e quatro filhos.

O corpo está sendo velado na capela central da Funerária Morada da Paz, que fica na Avenida João Machado, 1214, em Jaguaribe (próximo ao Orfanato Dom Ulrico). O enterro será às 10 horas deste domingo (20), no Parque das Acácias.

Familiares, amigos, colegas e ex-alunos, que se despedem de Sabino Ramalho na Funerária Morada da Paz, destacam como características marcantes da personalidade dele a simplicidade, o carisma e a amizade. Para eles, Sabino deixa um “belíssimo exemplo de vida e de dedicação à família e ao trabalho”.

Sabino Ramalho Leite deixou viúva a defensora pública Maria de Fátima Lopes Ramalho. Os quatro filhos dele são Antônio de Aracoeli Ramalho, Ana Amélia Ramalho, Achllies Augusto e Anne Aline.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.