Procon divulga as empresas mais reclamadas em 2010

O serviço de atendimento ao consumidor (SAC), do Procon Municipal de Campina Grande registrou no primeiro semestre de 2010 o total de 2080 atendimentos, sendo 1.300 reclamações registradas e 129 empresas penalizadas  por não atenderem ao pleito dos consumidores. Dentre elas estão instituições públicas e privadas, bancos, lojas, entre outros.

Por mês, o Órgão instaura mais de trezentos processos administrativos por descumprimento às leis do Código de Proteção e Defesa do Consumidor (CDC). As reclamações junto ao órgão têm aumentado consideravelmente a cada ano.

Segundo a Coordenadora do Procon, Glauce Jácome,  o aumento de reclamações deve-se ao conhecimento dos consumidores sobre os seus direitos, e  a ação rápida e efetiva do Procon nos problemas relacionados ao consumo de produtos e serviços.

 No segundo semestre de 2010, após a implantação do Sistema Nacional de Informação de Defesa do Consumidor (SINDEC), o Procon registrou 2020 atendimentos, destes, 1149 foram reclamações registradas. O ranking mostra que as áreas mais demandadas são: Assuntos financeiros (Bancos, cartões de crédito) lideram com 542 registros (37,41%). Em segundo lugar Produtos com 442 (30,50%) e Serviços essenciais com 352 (24,29%). No gráfico geral do Cadastro de reclamações, as empresas mais demandadas foram o Banco Paraná (112), Bompreço (77), Oi (55).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.