Processo de Cássio retorna ao gabinete de Joaquim Barbosa

Não demorou muito. Poucas horas depois de receber os autos do processo de Cássio Cunha Lima (PSDB), a Procuradoria Geral da República devolveu os documentos à seção de Recursos Extraordinários do Supremo Tribunal Federal (STF). Agora, o caso vai voltar ao gabinete do ministro Joaquim Barbosa para que ele aprecie tanto os requerimentos dos advogados de Cássio, que pedem celeridade na comunicação do deferimento do registro de candidatura do tucano ao Senado, quanto o agravo regimental impetrado pela Coligação Paraíba Unida, solicitando a negativa de posse do ex-governador.

O advogado de Cássio havia explicado hoje à tarde que o envio dos autos à Procuradoria Geral da República não tinha relação com o agravo regimental interposto pelo PMDB. Segundo ele, a providência é uma praxe processual e acontece em todos os casos, mesmo naqueles em que não há recurso.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.