Primeiro discurso de Nadja na Assembleia é dedicado a Ricardo Coutinho

Empossada na última sexta-feira, a nova deputada paraibana Nadja Palitot (PSB) chegou à tribuna da Assembleia Legislativa com um desabafo atravessado na garganta. A mágoa represada do prefeito Ricardo Coutinho (PSB) foi o mote de seu primeiro discurso. Nadja disse que resistiu e sobreviveu às perseguições deflagradas contra ela nas hostes socialistas paraibanas. Para a parlamentar, sob o comando de Ricardo, o partido se tornou "uma verdadeira irmandade, que persegue e expulsa sem piedade quem for contra os caprichos de Ricardo Coutinho".

O discurso teceu um verdadeiro histórico da crise existente entre ela e o prefeito. Nadja citou a defesa que fez, ainda como vereadora, de uma gratificação de R$ 90 às merendeiras, tema rejeitado pelo executivo municipal. Outros momentos de embate à època do parlamento municipal foram as discussões por causa da retirada dos fiteiros das calçadas da cidade e a batalha judicial para desligar os agentes de saúde contratados durante a gestão de Cícero Lucena.

Nadja voltou a lamentar a exoneração do esposo, Herbert Palitot, da secretaria de Ciência e Tecnologia, como forma de retaliação ao comportamento questionador da vereadora na Câmara. Por causa de tudo isso, classificou o prefeito pessoense de "perseguidor cruel".

O discurso de posse de Nadja Palitot ainda reservou um momento de agradecimento especial ao governador José Maranhão (PMDB) e ao deputado estadual Leonardo Gadelha (PSB), em cuja vaga assumiu. Ela disse que o chefe do executivo estadual cumpriu um compromisso acordado há meses e elogiou Leonardo por assumir a Secretaria de Infraestrutura, cedendo-lhe o mandato. A fala de Nadja foi acompanhada por deputados, partidários, vereadores e a imprensa que faz a cobertura do Poder Legislativo. Depois de seu desabafo, a deputada falou sobre os principais temas que pretende tratar em seu mandato parlamentar. “Estaremos ao lado de antigas bandeiras, como a educação, habitação e em defesa dos direitos da mulher, dando suporte ao governo do Estado. Sendo a saúde pública, o tema que mais nos preocupa, por isso, estarei aqui tentando contribuir com a Paraíba e tentando interpretar os mais sofridos”.

Esta é a segunda vez que Nadja Palitot cumpre um mandato na Assembleia durante essa legislatura. Em 2007, ela ocupou a vacância do deputado Carlos Batinga (PSB) que esteve afastamento para tratamento de saúde, por quatro meses.

Após seu discurso em plenário, Nadja Palitot foi parabenizada pelos colegas parlamentares. O primeiro foi o deputado Jeová Campos (PT), seguido pela deputada Olenka Maranhão que afirmou que Nadja é a sertaneja mais pessoense que conhece. A deputada nasceu em João Pessoa, mas possui familiares no município de Bonito de Santa Fé, localidade que ela mesma considera como seu segundo lar.

“Nós esperamos muito pela sua volta, porém o tempo de Deus é diferente do nosso. A senhora é sempre bem vinda nesta Casa, pois todas as vezes que esteve neste Poder Legislativo veio para apresentar proposituras que beneficiam a população paraibana”, pontuou o deputado Trocolli Júnior (PMDB).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.