PRF prende três pessoas que se passavam por agentes de saúde pública e aplicavam golpes em idosos na Paraíba

A Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Paraíba prendeu em Mamanguape, na tarde desse sábado (25), dois homens e uma mulher que se passavam por agentes de saúde pública para aplicar golpes em idosos. Os policiais entraram em contato com vítimas, que confirmaram ter caído em um golpe aplicado pelo trio. Em um dos casos, a vítima, de Junco do Seridó, no Agreste paraibano, informou que teve a quantia de R$ 4 mil retirada de sua conta bancária e tomados R$ 500 em dinheiro.

Outra vítima, moradora da cidade de Patos, informou que as três pessoas se identificaram como agentes de saúde do Governo Federal e entraram em sua casa para realizar exames sanguíneos. Após a visita, percebeu que seu cartão bancário e celular foram furtados. As vítimas reconheceram os golpistas.

A ação ocorreu durante fiscalização na BR-101, km 38, em frente à unidade operacional de Mamanguape. Os policiais abordaram o veículo Ford Ka e verificaram inicialmente que o condutor possuía vários cartões bancários de titularidade de pessoas diversas no seu bolso.

Após fiscalização minuciosa, foram encontrados mais cartões pertencentes a outras pessoas embaixo do painel do veículo, totalizando 40 cartões bancários. A equipe também encontrou uma maquineta de cartão, quatro aparelhos de aferir pressão arterial, dois aparelhos de medição de glicemia capilar e um celular.

O trio não soube explicar a origem do material apreendido. Apenas a mulher tinha antecedentes criminais. Os homens, de 52 e 29 anos, e a mulher, de 37 anos, foram detidos, encaminhados à Polícia Civil de Mamanguape e responderão pelos crimes de estelionato, furto e falsidade ideológica.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.