Presidente do PTN acusa Ricardo de perseguição e ‘ato secreto’

O presidente do PTN de João Pessoa, Nicola Lomonaco, distribuiu hoje uma reclamação contra o prefeito de João Pessoa, Ricardo Coutinho (PSB), cuja administração decidiu desapropriar um imóvel na avenida José Américo de Almeida (Beira Rio), nº 2000, nas proximidades da comunidade Padre Hildon Bandeira. O terreno em questão pertence a Nilson Melo Lomonaco Filho, pai de Nicola e 2º Vice presidente do PTN em João Pessoa.

A desapropriação do imóvel foi prevista no Decreto Nº 6.542 /2009 publicado no semanário oficial do município do dia 11 de maio de 2009. A explicação oficial para a medida é que se trata de criação de equipamentos públicos para implementação de atividades sociais e de lazer com adequação de elementos ambientais, dirigidos às comunidades locais.

"O prefeito da capital está agindo com ambição e práticas inescrúpulosas, fazendo a antiga política de perseguição, esquecendo de administrar a capital e fazendo pré campanha para o governo do Estado. Este ato é a justa prova de sua inabilidade com o trato público e a certeza de que ele não consegue se defender das denúncias formuladas pelo PTN da capital aos orgãos fiscalizadores, como MPE, MPF, PRT, TCE e TCU, fazendo assim uma verdadeira perseguição pessoal contra um bem familiar. Não iremos silênciar diante do golpe baixo praticado pelo prefeito", disse Nicola.

O presidente do PTN promete convocar uma entrevista coletiva para denunciar a oferta de gratificações a servidores fantasmas e de pagar salário a funcionários sem matrícula. Alguns dos servidores irregularmente beneficiados, segundo Nicola, seriam ligados a um vereador "umbilicalmente" próximo ao prefeito.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.