Presidente do PT confirma: candidatura de Nadja não está garantida

O presidente nacional do PT, Rui Falcão, chega à tarde em João Pessoa, mas já adiantou, em entrevista concedida à Rádio CBN, alguns pontos da reunião que manterá com a representação local do partido e com lideranças de partidos aliados como o senador Vital Filho (PMDB) e com a deputada estadual Daniella Ribeiro (PP).
 
"É natural que em cada estado os partidos comecem a indicar suas lideranças e em alguns locais isso prevalece e em outros, não. Estamos debatendo isso com outros partidos e dizendo que temos nomes. Mas, haverá uma série de consultas porque o objetivo maior é ter um palanque forte para a eleição da presidenta Dilma Rousseff. A realidade de cada estado tem que ser examinada de maneira muito criteriosa. Não se trata de intervir nem de forçar decisões, mas de ter uma interação entre o diretório nacional e o estadual. Claro que nós vamos homologar, na direção nacional, cada chapa nos estados. O que vai prevalecer, no final, é a decisão do encontro de tática eleitoral. Não há aval e nem desaval. É uma escolha do partido local", disse Rui Falcão, descartando que haja possibilidade de manter uma composição com o governador Ricardo Coutinho: "Não há chance porque ele já declarou apoio a Eduardo Campos, então, não podemos apoia-lo já que ele está com outro candidato".
 
Rui Falcão está em Natal, no Rio Grande do Norte e deve chegar a João Pessoa por volta das 15 horas. Às 16h30, está marcada uma entrevista coletiva no Hotel Imperial.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.