Presidente do PMDB admite expulsar Iraê depois de apoio a Ricardo

O presidente estadual do PMDB, Antônio Souza, destacou que a postura da deputada Iraê Lucena descumpre o estatuto do partido e da Comissão de Ética da legenda. Por isso, a parlamentar pode ser penalizada com a expulsão caso insista em aderir à candidatura do socialista.

“Ela não teve nenhuma conversa com a gente. Ficamos surpresos. Vamos notificá-la, porque o nosso estatuto é peremptório e as determinações do partido não podem ser desrespeitadas”, afirmou Antônio Souza. “É caso de expulsão, inclusive previsto no nosso Código de Ética”, afirmou.

De acordo com Antônio Souza, Iraê Lucena será notificada para oficializar a decisão. “Uma vez oficializada a posição, vamos abrir processo disciplinar no Conselho de Ética para dar oportunidade à defesa”, disse.

“Era melhor que ela formalizasse pedido de saída, porque ninguém é obrigado a concordar (com a legenda). Nunca tivemos problema com ela. Mas, como instância partidária, temos que agir. Lamentamos, mas tomaremos uma posição”, garantiu.

Ainda segundo o presidente estadual do PMDB, os prefeitos que apoiam a candidatura de José Maranhão reiteraram ontem a solidariedade à legenda. “Todos eles disseram que não acompanhariam a deputada na escolha (pelo candidato oposicionista) e prestaram solidariedade ao partido e ao governador”, comentou Antônio de Souza.

 

Jornal da Paraíba

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.