Presidente do Inep deixa o cargo

Após uma série de falhas no sistema de informática que faz as inscrições do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), o presidente do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), Joaquim Soares Neto, deixará o cargo. A saída de Soares Neto já era cogitada desde o ano passado, por causa das falhas na impressão em 21 mil cadernos de prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O MEC teve que reaplicar parte das provas.

Segundo a assessoria do MEC, Soares Neto pediu demissão ao ministro da Educação, Fernando Haddad. Para o lugar de Soares Neto, de acordo com a assessoria do MEC, foi convidada Malvina Tania Tuttman, reitora da Universidade Federal do Estado do Rio (UniRio). A exoneração de Soares Neto e a nomeação de Malvina Tuttman para a presidência do Inep foram publicadas na edição desta terça-feira (18) do "Diário Oficial da  União".

Segundo a assessoria de imprensa do MEC, Malvina Tuttman assumirá o cargo em fevereiro.

Também foi publicada nesta terça-feira no "Diário Oficial da União" a autorização para a "utilização de férias pelo Ministro de Estado da Educação, no período de 20 a 30 de janeiro de 2011". Haddad entrará de férias no último dia do período de inscrições do SiSu.

As inscrições para o SiSU se encerrariam nesta terça-feira (18), mas o MEC prorrogou o prazo até quinta-feira (20). Segundo o MEC, o prazo foi prorrogado por uma decisão judicial que obriga a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) a acabar com a reserva de parte de suas vagas para estudantes da rede pública do estado que foi prorrogado até quinta-feira (20).

A medida beneficia também estudantes das cidades atingidas pelas chuvas na Região Serrana do Rio de Janeiro. O MEC disponibilizou pontos gratuitos de acesso à internet nestas localidades para os estudantes poderem se cadastrar no SiSU.

Problemas – Desde domingo (16), os estudantes tiveram dificuldades para acessar o SiSU. Eles relataram demora para o carregamento da página e erros no reconhecimento de senhas. Segundo o MEC, o  excesso de procura ao site do SiSU causou lentidão no sistema. O ministério realizou uma manutenção no site das 19h30 às 20h desta segunda-feira (17). A seguir, estudantes escreveram ao G1 dizendo que ao entrarem na página conseguiram ter acesso a contas de outros candidatos.

Gerenciado pelo MEC, o SiSU é o sistema por meio do qual as instituições públicas de educação superior selecionam novos estudantes exclusivamente pela nota obtida no Enem. Pelo sistema, os estudantes que fizeram o Enem 2010 podem concorrer a 83.125 vagas em 83 instituições públicas de ensino superior.

De acordo com o MEC, o resultado da primeira chamada estará disponível para consulta dos candidatos no dia 24 de janeiro e os estudantes selecionados poderão efetuar a matrícula na instituição de ensino entre os dias 27 e 31 de janeiro, sempre nos dias úteis. Outras duas chamadas serão realizadas nos dias 4 e 13 de fevereiro.

Outras nomeações no MEC – O MEC anunciou ainda outros nomes que vão compor a equipe do ministério. O novo titular da Secretaria de Ensino Superior será o professor Luiz Cláudio Costa, ex-reitor da Universidade Federal de Viçosa. Uma nova secretaria destinada a cuidar especificamente da questão da regulação dos cursos superiores será criada tendo como titular o professor da USP Luiz Fernando Massoneto.

Outra secretaria será criada para intensificar as relações com as redes municipais e estaduais de educação e o seu titular será o ex-deputado Carlos Abicalil. A nova titular da Secretaria de Educação Continuada, Alfabetização e Diversidade (SECAD) será a professora Cláudia Dutra.

A professora Maria do Pilar Lacerda, atual titular da Secretaria de Educação Básica, segue no cargo. Também estão confirmadas as permanências do professor Eliezer Pacheco à frente da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica, Jorge Guimarães  (Capes),  Daniel Balaban (FNDE), e José Henrique Paim Fernandes (secretaria-executiva).

 

G1

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.