Presidente da Fetag recebe Medalha Epitácio Pessoa

O presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba (Fetag-PB), Liberalino Ferreira de Lucena, recebe da Assembléia Legislativa do Estado da Paraíba, nesta terça-feira, 1°, a Medalha e o Diploma Epitácio Pessoa. A solenidade de entrega da mais alta honraria concedida pelo órgão, acontecerá às 10h, no Plenário Deputado José Mariz. A propositura da homenagem foi do deputado Dinaldo Wanderley.
 
Há 23 anos como presidente da Fetag-PB, Liberalino Lucena, tomou posse no dia 7 de maio, para seu sétimo mandato à frente da entidade. Reeleito com 98,2% de aprovação da categoria, a chapa única encabeçada por Liberalino recebeu 466 votos dos 473 delegados e delegadas que participaram do pleito. No resultado final ainda foram computados 2 votos nulos e 5 em branco. O número de delegados e delegadas aptos a votar era de 553.
 
Segundo Liberalino, receber a Medalha Epitácio Pessoa é um privilégio e uma honra, a qual transmite aos 214 Sindicatos de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais (STTR’s) que fazem a Fetag-PB e a todos os trabalhadores e trabalhadoras rurais. “Entendo esta homenagem como um reconhecimento ao meu trabalho na qualidade de dirigente sindical, mas sobretudo, um respeito aos que compõem a categoria. Em nome de todos que represento, agradeço ao deputado Dinaldo Wanderley, autor da propositura, e aos deputados da Casa de Epitácio Pessoa”.
 
Breve currículo – Em 2010, Liberalino Ferreira de Lucena está completando 23 anos como presidente da Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado da Paraíba (Fetag-PB), cargo que honra, com o respeito e o respaldo da categoria a qual representa. Profundo conhecedor das questões relacionadas à agricultura paraibana, e sobretudo das dificuldades enfrentadas pelos homens e mulheres do campo, Liberalino nasceu em Patos. Filho do casal de agricultores Angelino José e Santina Ferreira de Lucena, iniciou no movimento sindical em 1971, liderando 53 famílias que viviam da produção de hortifrutigranjeiros no açude Público do município de Jatobá. Na década de 70, concluiu o científico no Colégio Pedro Aleixo e posteriormente o curso técnico em Contabilidade, no Colégio Roberto Simonsen. Sócio fundador do Sindicato de Trabalhadores e Trabalhadoras Rurais de Patos, se destacou como um líder na região, acumulando também a função de delegado Fetag, para coordenar o movimento sindical no sertão. Em 1987, fazendo oposição a Álvaro Diniz, que há 15 anos comandava a entidade, foi eleito, se tornando o primeiro sertanejo a assumir a presidência da Fetag. É casado com Maria José da Costa Lucena com quem teve cinco filhos: Jordânia da Costa Lucena (in memorian), Jordivan da Costa Lucena, Jordelma da Costa Lucena, Geane da Costa Lucena e Joelma da Costa Lucena

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.