Presidente da Assembleia articula volta da Comissão Interpoderes

O presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Marcelo (PSDB), está à frente da articulação para o retorno da Comissão Interpoderes. Ele já recebeu apoio do presidente do Tribunal de Justiça, desembargador Silvio Ramalho, do presidente do Tribunal de Contas do Estado, conselheiro Nominando Diniz, e, na tarde de hoje, também recebeu o apoio do procurador geral de Justiça, Oswaldo Trigueiro Filho.

Ricardo Marcelo manteve audiência com o procurador Oswaldo Trigueiro e defendeu o retorno da Comissão Interpoderes, como forma de fortalecer o relacionamento entre Executivo, Legislativo, Judiciário, Ministério Público e TCE. “Temos que ter um tratamento harmônico, respeitoso e, ao mesmo tempo, precisamos discutir numa mesma instância problemas e soluções comuns para as situações que se apresentam á frente da nossa gestão”, afirmou.

Acompanhando o presidente da Assembleia estavam o procurador geral do Legislativo, Cecílio Ramalho, e o procurador adjunto João Cyrillo. O procurador geral estava acompanhado do promotor de Justiça, Bertrand Asfora. O deputado foi recebido no gabinete do procurador geral, na sede do Ministério Público Estadual.  
O presidente da Assembleia relatou ao procurador geral de Justiça as audiências que manteve anteriormente com os dirigentes do Judiciário e do Tribunal de Contas. “Eles já concordaram que a volta da Comissão Interpoderes. Na audiência com o governador José Maranhão, também já tinha comunicado que articularia, junto aos demais Poderes, o retorno dessa instância de debates tão importante”, disse.

Durante a audiência, o procurador Oswaldo Trigueiro externou a importância da sintonia entre a o Ministério Público estadual e o Poder Legislativo. “Essa sintonia é muito importante. Mais do que isso, é necessária, vez que o Poder Legislativo elabora as leis e o Ministério Público as executa”, declarou.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.