Presidente da Aspol rechaça plano B do Governo para greve dos civis

O presidente da Associação dos Policiais Civis do Estado (Aspol), Flávio Moreira, comentou a hipótese de o Governo do Estado usar a Polícia Militar para proteger o Palácio da Redenção a partir da  próxima quarta-feira, quando começa a greve dos policiais civis paraibanos. Para Flávio, se a atitude vingar, será prova de descaso com os civis: "Isso é postura adequada de um Governo? Ao invés de encontrar uma solução para o problema, elaborar um plano B? Certamente, vamos combater esse plano B", disse ele.

Em entrevista, Moreira acrescentou que está mantida para a quarta-feira a mobilização em frente ao Palácio da Redenção e acrescentou que os detentores de cargos comissionados têm a intenção de entregar seus cargos: "A greve é um sentimento da categoria e não acredito que plano B vá funcionar. Já temos estratégias montadas e temos nossos meios de endurecer o movimento. Certamente, o que queremos é que haja consenso. Se o Governo optar pelo enfrentamento, o povo vai saber julgar. Já estamos preparados para enfrentar radicalismos", disse.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.