Prefeitura inicia ciclo de reuniões do Orçamento Democrático

A Prefeitura Municipal de João Pessoa deu início, dia 31.03, às audiências públicas do Orçamento Democrático.  A primeira reunião com a participação da população e de parte do secretariado municipal, além da presença do prefeito Luciano Agra, aconteceu no ginásio da Escola Municipal Anayde Beiriz, no Loteamento Cidade Verde, Bairro das Indústrias. Na oportunidade moradores aproveitaram para reivindicar melhorias para bairros como Jardim Veneza Vieira Diniz e todas as comunidades que fazem a Sexta Região Orçamentária.

 
Saúde e transporte coletivo foram os assuntos mais abordados entre os moradores. Salomão Rabelo, morador do Bairro das Indústrias, lembrou ao prefeito Luciano Agra que o PSF I, no Cidade Verde, está sem médico há mais de dois anos. “Prefeito o que essa comunidade (Cidade Verde) fez com para sofrer tanto com a falta de médicos, com um transporte coletivo de péssima qualidade? A empresa São Jorge é a pior empresa de João Pessoa. Ônibus lotados, horários desorganizados atormentam as populações da Sexta Região Orçamentária”, conclamou Salomão Rabelo.
 
Enquanto a Prefeitura de João Pessoa tem se preocupado mais com a estética e com os interesses de áreas consideradas nobres da Capital, as populações de localidades periféricas tem reclamado muito da falta de infra estrutura e equipamentos sociais. No Bairro das Indústrias, por exemplo, ainda na gestão de Ricardo Coutinho, o sistema de esgotamento foi iniciado com a abertura de valas e a colocação de canos nas ruas do bairro. O problema é que até hoje o esgotamento não foi interligado com a rede da Cagepa. “Antes a prefeitura falava que estava fazendo as lagoas de estabilização, culpava a Cagepa pelo não funcionamento do esgoto e agora, a culpa continua sendo da Cagepa?”, perguntou um morador ao usar da palavra.
 
Foi a primeira vez que o prefeito e arquiteto Luciano Agra encabeçou uma reunião do OD. É inegável que as cobranças por parte dos moradores acontecem nas reuniões do Orçamento Democrático, afinal de contas o objetivo de reunir a população com o secretariado e o prefeito é justamente discutir prioridades e demandas dos moradores de forma democrática. O prefeito Luciano Agra parece ter esquecido um pouco disso. Reclamou de alguns moradores que falaram do transporte, inclusive do aumento das passagens de ônibus, onde Agra disse que, ”No caso da planilha de preços não se leva em consideração apenas a inflação, mas, além do mais, o desgaste com pneus, despesa com combustível e não sei que, não sei que, não sei que”, respondendo ao morador Salomão Rabelo que chamou de abusivo o aumento de 12% nas passagens de ônibus.
 
A irritação do prefeito Luciano Agra com o desenrolar da reunião ficou bastante visível, a ponto de ele chamar de “insinuações mentirosas” reivindicações legítimas do povo que, no mínimo, deveriam ser levadas em consideração com justificativas aceitáveis e esperançosas.
 
 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.