Prefeitura distribui almoço e lanche para 23 mil crianças da rede de ensino de João Pessoa

“Eu acho muito louvável por parte da Prefeitura de João Pessoa e da Secretaria de Educação esse gesto de distribuir o almoço e o lanche para nossas crianças nesse período que as aulas foram suspensas devido ao coronavírus. O essencial é que o alimento está sendo fornecido e meus netos adoram”, agradeceu a avó de duas crianças matriculadas na Centro de Referência de Educação Infantil Terezinha Batista, no bairro do Cristo, Jandeci de Freitas.

Jandeci integra uma das famílias beneficiadas por uma ação pioneira da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), por meio da Secretaria de Educação e Cultura (Sedec), que está garantindo almoço e lanche para as 23 mil crianças matriculadas nas 32 escolas de tempo integral e nas 85 creches. A ação teve início na semana passada após o Núcleo Intersetorial de Prevenção e Cuidados da PMJP em relação ao Coronavírus decidir suspender as aulas da rede municipal.

No cardápio, uma alimentação balanceada para cada faixa etária é elaborada pelas nutricionistas da Sedec. Está sendo servido feijão, arroz com cenoura, farofa de cuscuz, batata doce, macarrão, salada crua, salada cozida, cenoura, beterraba, além de outros alimentos.

As refeições ainda incluem uma variedade de proteínas como carne moída, frango ao molho e fígado. A família também recebe frutas para a sobremesa do almoço do aluno e para o lanche da tarde, como abacaxi, melão, melancia e laranja.

Com isso, a Prefeitura está garantindo o aporte nutricional das crianças e aumentando a imunidade delas. “É um momento importante para essas famílias. Todas as crianças que estão matriculadas na rede municipal de educação, que têm o contraturno em uma creche ou no ensino integral, está com a alimentação escolar garantida. É só o pai, a mãe ou responsável pelo aluno entrar em contato com a unidade de ensino por volta das 8h, avisar que vai pegar o almoço nesse dia e chegar lá entre 11h e 13h”, explicou a secretária da Sedec, Edilma da Costa Freire.

Comentários