Prefeitura de Monteiro diz que há ‘questões políticas’ na denúncia de uso de veículo

A prefeitura de Monteiro emitiu nota em que esclarece o flagrante de um veículo da administração pública em um estacionamento na praia do Seixas, em João Pessoa, neste domingo (9). Segundo a nota, houve solicitação de uso do automóvel para o deslocamento de religiosos que participaram da celebração de Iemanjá, nesse sábado (8), na Capital.

O secretário de Comunicação, Fred Menezes, disse no comunicado que essa repercussão em alguns setores da imprensa e nas redes sociais envolve questões políticas e a que Justiça será acionada.

Veja a nota na íntegra.

A Prefeitura de Monteiro, vem através desta nota esclarecer que as veiculações de imagens e vídeos de um veículo pertencente ao município transportando turistas para curtirem um banho de praia em João Pessoa, tiveram a finalidade desviada por mera questões políticas.

Na realidade, a Prefeitura de Monteiro atendeu a uma solicitação de uma entidade religiosa para que alguns de seus integrantes participassem das comemorações da Festa de Iemanjá, no tradicional evento que acontece na orla marítima da cidade de João Pessoa, na noite do sábado, dia 8, madrugada e manhã deste domingo, 9.

É corriqueiro o apoio da Prefeitura de Monteiro a todos os eventos do município, entre eles a grupos religiosos, independente da religião.

Diante do desvio proposital da informação, visando apenas o prejuízo da imagem da gestão, o setor jurídico da Prefeitura de Monteiro estará adotando as medidas judiciais que este e outros casos requerem.

Monteiro, 9 de dezembro de 2018

Fred Menezes

Secretário de Comunicação

1 comentário

  • Alrynno Santa Fé
    16:56

    Fico extremamente indignado com tamanha irresponsabilidade da pessoa que filmou e da redação do portal tv Cariri em noticiar esse caso. As pessoas envolvidas foram a festa em homenagem a Yemanjá realizada nesta data dia 09/12, tendo como responsável o Babalorixá Washington Carneiro do Castelo dos Orixás da cidade de Monteiro. A Van foi disponibilizada pela Prefeita atendendo ao pedido do mesmo, conforme artigo 5 da constituição que não há improbidade em contribuir com tal ação , da mesma forma que poderia ser qualquer entidade. A malícia do vídeo está em denegrir a Prefeita, mostrando uma ação comum depois das festividades, afinal quem vai a praia quer dar um mergulho, ou to errado. O prólogo foi a festa de Yemanjá e não de turismo. Muita má fé de quem filmou e fica aqui registrado a essa conceituada redação de que toda notícia antes de ser divulgada merece ser analisada, apurada. Essa pessoa merecia um processo por difamação e calúnia contra todos.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.