Prefeitos param e fazem novo protesto contra queda no FPM

O presidente da Federação das Associações de Municípios da Paraíba (Famup), Buba Germano, convocou prefeitos e parlamentares de todo estado da Paraíba para participar da mobilização que será realizada hoje à tarde no município de Patos (300 km de João Pessoa). O encontro marcará o Dia Nacional em Defesa dos Municípios e tem o apoio da Famup e de todas as associações regionais de municípios da Paraíba. 

Para que o ato público seja realizado, cerca de 100 prefeituras paraibanas deverão fechar suas portas hoje. Os gestores afirmam que a queda no repasse do Fundo de Participação dos Municípios (FPM) já atinge a cifra de R$ 77 milhões desde janeiro.
 
Ontem, no encerramento do curso “Fundeb e a Gestão Escolar”, promovido pela Famup em parceria com a Escola Brasileira de Gestão Pública (Egep), foi feito um apelo a todos os gestores presentes ao auditório da Famup de que comparecessem à mobilização, que está sendo articulada na nacionalmente e tem o objetivo de chamar a atenção da sociedade brasileira para a situação de seus municípios. Confirmaram presença à ação os prefeitos dos municípios de Coremas, Igaraci, Pedro Régis, São Francisco, Gurinhém, Bonito de Santa Fé, entre outros.
 
Esta semana, Buba Germano esteve com o Procurador-Geral de Justiça da Paraíba, Osvaldo Trigueiro, para esclarecer os principais pontos que serão reivindicados na mobilização, em Patos. Segundo o presidente da Famup, a intenção do Dia Nacional em Defesa dos Municípios é fazer com que cada gestor conscientize a população e o governo federal da crise decorrente da diminuição dos repasses federativos. “Será uma manifestação simbólica, que tentará estabelecer soluções para a crise concreta que atravessa a maioria de nossas prefeituras”, afirma Buba.
 
As atividades do Dia Nacional em Defesa dos Municípios terão início às 15h de amanhã no Sindicato Rural de Patos. Em seguida, às 17h, haverá uma sessão especial da Assembleia Legislativa da Paraíba no Fórum Municipal da Cidade.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.