Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Prefeito do PSDB opta por Maranhão elevando para 60 o número de adesões

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

Mais um prefeito de oposição e ligado ao senador Cícero Lucena, resolve aderir ao projeto do governador José Maranhão, de disputar a reeleição como pré-candidato do PMDB. Trata-se de Manoel Marcelo de Andrade (PSDB), de Serra Redonda, que também já anunciou seu apoio à pré-candidatura de Benjamin Maranhão à Câmara dos Deputados. Marcelo tomou esta decisão no último final de semana, a partir da desistência de Cícero de disputar a sucessão estadual nas eleições de outubro próximo.

A assessoria de imprensa do PMDB informou que já são mais de 60 adesões em pouco mais de um ano, de prefeitos eleitos pelo grupo de oposição, ao governador  José Maranhão, desde que assumiu o mandato, em 18 de fevereiro de 2009.

É o caso, por exemplo, do prefeito de Nova Floresta, João Elias da Silveira Neto ("Meu Louro"), do DEM, que se aliou a candidata a prefeita Maria de Fátima Dantas Azevedo, presidente do Diretório do PMDB no município. Adversários nas eleições municipais de 2008, os dois já anunciaram a Maranhão que decidiram se unir pelo projeto de reeleição do governador.

“Essa união é importante porque precisamos de todas as forças juntas para que o governador possa dar continuidade ao trabalho que vem desenvolvendo nessa administração, por mais quatro anos. O prefeito acredita nisso e, por isso, decidiu apoiar o governador nessa luta”, destacou Fátima Azevedo.

O governador José Maranhão, por sua vez, tem respondido às críticas da oposição, que o acusa de tentar cooptar os gestores, afirmando que as portas do Palácio da Redenção estão abertas a todos, independente de partido.

“A gente pode até ser adversário do prefeito e o prefeito adversário do governador, mas nem o prefeito, nem o governador podem ser adversários do povo”, ressaltou o governador. E mais: “Hoje existe um novo governo, que respeita a opinião pública e, sobretudo, que respeita os administradores públicos”.

Maranhão afirmou que todas as adesões conquistadas, por parte de prefeitos eleitos pela oposição, foram espontâneas e sem barganhas. Perguntado sobre que estratégia iria adotar para “segurar” essas alianças, Maranhão afirmou que “em tese toda aliança que se faz é visando uma vigência duradoura”.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Após denunciar falsificação de documentos, Pablo Honorato é demitido da UFPB por Valdiney

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

IMG-20240621-WA0035

Jornalista lança livro sobre humor na política em Campina Grande

ffraz_abr_20180922_1659

João Pessoa é a 1ª Capital do Nordeste no ranking de vacinação contra Poliomielite

01

Cofeci concede Medalha JK ao presidente do Creci-PB e ao ex-presidente do Creci-PR

concursos-publicos

Concurso da prefeitura de Piancó abre inscrições em mais de 80 vagas

WhatsApp-Image-2024-06-21-at-7.38.18-AM

Operação da Lei Seca é intensificada durante festejos juninos

WhatsApp Image 2024-06-21 at 14.25.13

Cachaça Matuta celebra o São João 2024 com lata comemorativa

feriados_sao_joao1

MPPB funcionará em regime de plantão durante São João, na segunda

aaaa

Dinho Dowsley lidera disputa para vereador em João Pessoa

Detran-pb 5

Detran-PB promove novo leilão com 300 veículos nos dias 1 e 2 de julho

Waldonys no seis e meia

Waldonys faz show hoje no São João de João Pessoa, no Parque Solon de Lucena