Prefeito do Congo adere a Maranhão

O prefeito do Congo, Romualdo Antônio Quirino de Sousa (PDT), anunciou hoje a adesão formal ao projeto político do governador José Maranhão (PMDB). “Só uma tragédia nos tira desse caminho. A conversa foi proveitosa e, agora, vamos à prática.”, disse o prefeito, se referindo à aliança política, após sair da reunião com o governador na Granja Santana.

Desde que assumiu o mandato, em fevereiro deste ano, José Maranhão já recebeu a adesão de 36 prefeitos eleitos pela oposição. Romualdo garantiu que o primeiro passo para estreitar as relações políticas com o governador foi dado nesta quinta-feira.

Ele fez questão de ressaltar que, se comparado com a gestão do ex-governador Cássio Cunha Lima (PSDB), o diálogo com os gestores municipais está mais aberto com a chegada de Maranhão ao governo. O governador José Maranhão tem repetido que as portas do Palácio da Redenção estão abertas a todos, independente de coloração partidária.

“Tive contratempos difíceis com Cássio, o que fez com que procurássemos o governador. Nesses sete meses não tivemos nenhum problema com Maranhão, mesmo sem ter uma adesão formal”, explicou o prefeito do Congo. Ele foi enfático ao dizer que o PDT está “posicionado” com Maranhão. “A gente tem autonomia”.

Romualdo disse ainda que o relacionamento entre os gestores será na base da parceria. “O que interessa é a população”, lembrou. “Os prefeitos, independente de serem oposição ou não governo, devem buscar parcerias. O Estado tem recursos técnicos para melhorar as condições de vida da população. Por outro lado, não tem como saber, sozinho, as necessidades de cada município”, ressaltou o prefeito do Congo.

O gestor mandou um recado aos colegas prefeitos: “Cabe a cada um levantar os problemas de cada município e procurar o governo para, juntos, buscarem soluções”. Além de selarem a aliança política, prefeito e governador discutiram pleitos de interesse da população do Congo. Romualdo foi à audiência acompanhado do deputado estadual Carlos Batinga (PSC).

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.