Prefeito de Patos exonera três funcionários que ganhavam mais de R$ 16 mil

O prefeito interino da cidade de Patos, Bonifácio Rocha (PPS), continua fazendo exonerações de cargos comissionados, servidores com determinações judiciais de impedimento de exercer as funções e contratados na tentativa de equilibrar os gastos públicos com pessoal.

Nesta sexta-feira, dia 14, o Diário Oficial trouxe exonerações de três funcionários que estavam na Prefeitura Municipal de Patos como fiscais de tributos, no entanto, existiam determinações do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ/PB) para exoneração, porém, o prefeito afastado não havia cumprido a determinação.

Os fiscais de tributos Davi Sousa dos Santos, Robson Soares de Sousa e Adilson da Silva Santos estavam na folha de pagamento recebendo os vencimentos que são inerentes aos demais servidores do cargo, ou seja, mais de R$ 16.000,00. Ocorre que eles haviam ingressado nos cargos através de decisões judiciais conquistados em primeira instância, mas que foram revistas pelo TJ/PB determinando a exoneração.

De acordo com levantamento do Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região (SINFEMP), as exonerações na gestão do prefeito interino Bonifácio Rocha já ultrapassam 145 pessoas. Em contrapartida foram nomeados 42 servidores.

 

Comentários