Prefeito de Patos exonera três funcionários que ganhavam mais de R$ 16 mil

O prefeito interino da cidade de Patos, Bonifácio Rocha (PPS), continua fazendo exonerações de cargos comissionados, servidores com determinações judiciais de impedimento de exercer as funções e contratados na tentativa de equilibrar os gastos públicos com pessoal.

Nesta sexta-feira, dia 14, o Diário Oficial trouxe exonerações de três funcionários que estavam na Prefeitura Municipal de Patos como fiscais de tributos, no entanto, existiam determinações do Tribunal de Justiça da Paraíba (TJ/PB) para exoneração, porém, o prefeito afastado não havia cumprido a determinação.

Os fiscais de tributos Davi Sousa dos Santos, Robson Soares de Sousa e Adilson da Silva Santos estavam na folha de pagamento recebendo os vencimentos que são inerentes aos demais servidores do cargo, ou seja, mais de R$ 16.000,00. Ocorre que eles haviam ingressado nos cargos através de decisões judiciais conquistados em primeira instância, mas que foram revistas pelo TJ/PB determinando a exoneração.

De acordo com levantamento do Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região (SINFEMP), as exonerações na gestão do prefeito interino Bonifácio Rocha já ultrapassam 145 pessoas. Em contrapartida foram nomeados 42 servidores.

 

Prefeito de Patos exonera três funcionários que ganhavam mais de R$ 16 mil

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.