Prefeito de Juazeiro do Norte é cassado por vereadores

A Câmara de Vereadores de Juazeiro do Norte (CE) cassou nesta segunda-feira (10), por 12 votos a 1, o mandato de Manoel Santana (PT), à frente da prefeitura desde 2008.

Santana é acusado de improbidade administrativa: teria manipulado licitações e superfaturado em obras para construir 18 escolas e creches, segundo o vereador José de Amélia Júnior (PSL).

Os parlamentares decidiram afastar o vice-prefeito José Roberto Celestino (PSB).

Vereadores cassam mandato de prefeito de Juazeiro do Norte (CE), Manoel Santana
Eleito para a Prefeitura de Juazeiro do Norte em 2008, Manoel Santana foi cassado após acusações de superfaturar obras

Presidente da Câmara, José de Amélia assumiu interinamente a prefeitura da cidade onde, no século 19, se estabeleceu padre Cícero.

O vereador afirma que Juazeiro pode ganhar novas eleições em 90 dias. Nesse caso, a escolha do novo prefeito ficará a cargo dos 14 representantes da Câmara (um deles, aliado de Santana, faltou à votação de ontem).

No Twitter, onde tem várias fotos com Dilma e Lula, o prefeito cassado se manifestou inflamadamente contra as acusações e, principalmente, contra o interino José Amélia.

"Zé de Amélia é uma das mais cínicas pessoas que conheci. Ele lhe abraça, elogia e depois lhe trai, faz isso da política à vida familiar", escreveu na madrugada desta terça-feira (11).

Disse, ainda, que o interino "não tem moral para atacar meu companheiro vice-prefeito Zé Roberto".

Hoje à tarde, Santana afirmou estar "com a liminar em mãos que extingue todo atentado à democracia praticado em Juazeiro".

A página da prefeitura descreve-o como "ativista político da esquerda brasileira" e um dos fundadores do PT municipal.

Terceira maior cidade do Ceará, com cerca de 244,7 mil habitantes, Juazeiro do Norte vai comemorar seu centenário em julho.

Folha Online

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.