Prefeito de Igaracy afasta secretário após matança de cães

O prefeito de Igaracy, onde dezenas de cães retirados das ruas foram sacrificados esta semana, decidiu afastar na noite de ontem (8) o secretário de Saúde, José Carlos Maia.

O prefeito Lídio Carneiro disse que o secretário José Carlos Maia, que é médico veterinário, ficará afastado das funções até que sejam concluídas as investigações da matança dos animais.

O Secretário justificou a matança afirmando que os animais estavam abandonados nas ruas e apresentavam sinais de leishmania e outras doenças, o que poderia gerar riscos a saúde da população.

José Carlos Maia informou em entrevistas que ele mesmo sacrificou os animais por meio de eutanásia, onde foram aplicados medicamentos nos animais, que teriam morrido, segundo ele, sem sofrimento. A matança, ocorrida na noite da terça-feira (6), foi denunciada por moradores da cidade em redes sociais.

Inquérito Civil

A Promotoria de Justiça de Piancó instaurou um inquérito civil público, na quarta-feira (7), para apurar a denúncia de mortes a pauladas de, segundo a Promotoria, aproximadamente 50 cachorros no interior de imóvel público em Igaracy.

De acordo com informações da promotoria, o secretário teria cometido, em tese, infração penal e ato de improbidade administrativa decorrente do exercício do cargo. Por isso, foi encaminhado ofício ao prefeito de Igaracy, José Carneiro Almeida da Silva, requisitando a exoneração imediata de José Carlos Maia do cargo de secretário de Saúde, haja vista a flagrante violação aos princípios da legalidade, moralidade e legitimidade, inerentes ao cargo público, bem como para não atrapalhar as investigações.

Também foi concedido prazo de cinco dias para que o prefeito preste informações referentes ao levantamento do número de animais nas ruas, com as respectivas zoonoses e laudos veterinários, comprovando as doenças, bem como, quanto à retirada e transporte, detalhando ainda como se procedeu a matança dos animais, de acordo com as normas sanitárias.

O Ministério Público também encaminhou ofício para a Delegacia de Polícia Civil, requisitando a instauração de inquérito policial, inclusive para preservação e realização de imediata perícia no local do crime.

Ainda de acordo com informações da promotoria, considerando as informações de que o Secretário Municipal de Saúde é médico veterinário, foi determinada a expedição de ofício para o Conselho Regional de Medicina Veterinária da Paraíba, requisitando a instauração de procedimento administrativo com vistas à aplicação das sanções administrativas e disciplinares inerentes à atividade de médico veterinário.

Comentários