Prefeito de Gurjão é o único dos três cassados a impetrar recurso

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) pode conceder ainda hoje uma liminar para manter o prefeito de Gurjão, José Martinho Cândido (PT), no cargo. Ontem, os advogados do gestor ingressaram com uma ação cautelar no TRE para suspender a decisão do juiz eleitoral Antônio Gonçalves Ribeiro, que cassou o mandato do prefeito na última terça-feira.

“Nós estamos requerendo, na ação cautelar, uma liminar para o prefeito ficar no cargo até o julgamento do mérito no TRE”, afirmou o advogado Jonhson Abrantes. Também ontem, a defesa de José Martinho ingressou na 22ª Zona Eleitoral com um recurso inominado contra a decisão do juiz Antônio Gonçalves Ribeiro.

“O recurso é para combater a decisão do juiz, provando que não houve compra de votos por parte de José Martinho durante o pleito de 2008”, explicou o advogado. Martinho foi beneficiado na campanha de 2008 com ações administrativas e programas sociais do Poder Público municipal, na gestão do ex-prefeito José Carlos (PR). O juiz eleitoral determinou a realização de novas eleições, além de tornar os gestores inelegíveis por três anos.

Aguardando – Os prefeitos cassados Marcos Odilon (PMDB), de Santa Rita, e Bolão (PR), de Lucena, estão aguardando a publicação do acórdão, no Diário Eletrônico da Justiça, para recorrer da sentença da juíza Ângela Coelho de Salles.  Os advogados dos dois gestores vão ingressar com ações cautelares no Tribunal Regional Eleitoral.

“Vou provar que não houve a compra de votos em Lucena, já que estive licenciado da prefeitura durante o pleito”, declarou Bolão. Na manhã de ontem, ele reuniu o secretariado e comunicou que entrará com um recurso inominado na 2ª Zona Eleitoral, em Santa Rita.

Em Santa Rita, o presidente da Câmara Municipal, Ednaldo Pereira (PR), já convocou uma reunião com os vereadores para explicar a decisão da juíza eleitoral de Santa Rita. Ela determinou a posse de Ednaldo Pereira no Executivo até a realização de novas eleições no município. “Assim que assumirmos o mandato, nosso grupo vai ver qual a real situação financeira da prefeitura para tomar as medidas necessárias, favorecendo a população”, disse Ednaldo Pereira.

 

Jornal da Paraíba

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.