Prefeito assina lei que cria Sistema de Áreas Protegidas

O prefeito Luciano Agra assina, nesta quarta-feira, 13, a lei que cria o Sistema Municipal de Áreas Protegidas de João Pessoa (SMAP). A solenidade, que acontece às 9h, no Plenário Senador Humberto Lucena, da Câmara Municipal de João Pessoa (CMJP), faz parte do calendário comemorativo de um ano da atual gestão municipal.
 
O Sistema tem a finalidade de definir e estabelecer os critérios e normas para criação, implantação e gestão das unidades de conservação da natureza e dos parques da cidade administrados pela Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP). A criação do SMAP visa ainda oferecer a sociedade espaços de contato com o meio ambiente que sejam mais atrativos.
 
Avanço – O Sistema Municipal de Áreas Protegidas de João Pessoa é considerado um avanço no programa de recuperação e conservação da Mata Atlântica na capital paraibana. O SMAP vai agregar os atributos naturais da cidade, considerando os grandes remanescentes vegetais, bem como os espaços inseridos na malha urbana. “Mais de 30% da cidade ainda possui cobertura vegetal que é protegida pela legislação ambiental”, informou a chefe de Gabinete da Secretaria de Meio Ambiente (Semam), Welitânia Freitas dos Anjos.
 
Atualmente João Pessoa possui seis parques ecológicos (Cabo Branco, Arruda Câmara, Solon de Lucena, Lauro Pires Xavier, Augusto dos Anjos, e o de Jaguaribe) e trabalha para a implantação de mais três (Cuiá, Paraíba e Cidade Verde). Com a criação do Sistema, a Prefeitura vai reunir, classificar e administrar todos estes espaços, além de acrescentar novas áreas a este conjunto. 

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.