Prefeita é acusada de despejar bens de hospital em Monteiro

A prefeita de Monteiro, Edna Henrique (DEM), está novamente no centro de uma polêmica. É que a  diretora administrativa do Hospital Regional Santa Filomena, Iraci Batista Guimarães, foi surpreendida na manhã de ontem, com a visita de um oficial de justiça da comarca de Monteiro, de posse de um mandado de despejo e reintegração de posse de um galpão que, até pouco tempo supunha-se pertencer à Cinep.

No galpão, encontram-se estocados equipamentos hospitalares, além de 107 camas eletrônicas e 107 colchões do Hospital Regional Santa Filomena, todos com tombamento junto ao patrimônio do Governo do Estado.

Em abril do ano passado, a assessoria jurídica da Cinep foi acionada devido à suposta invasão por parte da prefeita Ednacé Henrique (PSDB), juntamente com auxiliares e ajuizou uma ação cautelar preparatória inominada com pedido de liminar que foi deferida pela juíza da comarca de Monteiro, Vanessa Andrade da Nóbrega, ao comprovar a posse do imóvel como sendo da Cinep.

O pedido de liminar, considerava que a prefeita Edna Henrique “agiu de forma descabida, infringindo inclusive em preceito constitucional do direito de propriedade”.

O vereador Juraci Conrado (PTB), aliado de Ricardo Coutinho (PSB), ao tomar conhecimento do fato no final da tarde de ontem, entrou em contato com a direção do hospital e disponibilizou um caminhão para o transporte e um outro galpão para a guarda dos equipamentos do hospital.

Conrado afirmou não entender a postura da prefeita Ednacé Henrique, já que ela é aliada do governo.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.