Notícias de João Pessoa, paraíba, Brasil

Por falta de segurança, depoimento de Lucas Santino é adiado na Câmara de Cabedelo

Facebook
Twitter
WhatsApp
Telegram

O depoimento do ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Cabedelo, Lucas Santino, na Comissão processante que trata do impeachment do prefeito afastado Leto Viana, foi adiado para a próxima quarta-feira (26).

Lucas Santino não compareceu a oitiva que estava prevista para à tarde desta segunda-feira (24). O advogado dele pediu o adiamento e justificou afirmando que não havia segurança para que o ex-vereador pudesse depor hoje.

O advogado Alexandre Soares de Melo, representante do PSOL, que deu entrada no processo de impeachment em cabedelo como também na ação no STF para que as audiências de oitivas de testemunhas referentes ao processo de impeachment do prefeito afastado Leto Viana daqui por diante ocorram de forma aberta, disse ao ParlamentoPB que somente hoje pela manhã é que Lucas Santino foi intimado.

“A testemunha Lucas Santino Precisa vir prestar depoimento sobre escolta policial e como a intimação dele se deu apenas hoje pela manhã, não foi tempo suficiente para que ele pudesse comparecer na sessão com escolta para sua proteção pessoal”, disse Alexandre.

Segundo o advogado, isso é mais um fato que comprova que a Comissão Processante da Câmara de Cabedelo vem operando de todas as formas para postergar o seu funcionamento, dentro da lógica de que o adiamento só beneficia diretamente o prefeito interino Vitor Hugo.

“E como a comissão é completamente submissa a ele, vem conduzindo dessa forma, postergando a oitiva de testemunhas. infelizmente é nesse clima que o processo vem sendo conduzido na comissão”, disse Alexandre Soares.

Também foi adiado o depoimento de Camila Barbosa de Vasconcelos, que estava previsto para hoje.

Além do depoimento de Lucas Santino, na quarta-feira também está previsto o depoimento do ex-vereador Júnior Datele.

Lucas Santino é considerado a testemunha mais importante do processo, uma vez que ele foi o pivô da deflagração da Operação Xeque-Mate, a partir de sua delação premiada.

O impeachment do prefeito afastado Leto Viana foi proposto pelo presidente do Diretório Municipal do PSOl em Cabedelo, Marcos Patrício, que ingressou em maio com o processo na Câmara de Cabedelo.

Tags

Leia tudo sobre o tema e siga

MAIS LIDAS

Após denunciar falsificação de documentos, Pablo Honorato é demitido da UFPB por Valdiney

UEPB: uma crise democrática

Confusão continua: TRE nega ter chancelado posse de Raissa Lacerda na Câmara

Anteriores

cicimjo

Irmão da Baronesa confirma apoio a Nabor e rejeita “picuinhas”; veja

paulmacca

Paul McCartney confirma dois shows no Brasil da turnê ‘Got back’; saiba onde

fachadaenergisa

Últimos dias para inscrições do curso de eletricista gratuito para mulheres

17187249076671a92b1e1ae_1718724907_3x2_lg

Contra riscos do smartphone, pais dão a filhos celular antigo e relógio-telefone

greveufpbmegafone

Greve de universidades federais termina após 69 dias, mas na PB ainda depende; entenda

conselheiropreso

‘Conselheiro’ de facção que ordenou incêndio de ônibus em João Pessoa é preso no RJ

Elba Ramalho em Santa Rita

Paraíba tem shows em diversos municípios nesta véspera de São João; veja programação

biliu de campina FOTO tv cultura

Biliu de Campina se despede dos palcos e ganha homenagem no São João de Campina Grande

mega sena FOTO marcello casal jr agencia brasil

Apostas de João Pessoa e do Sertão da PB ganham prêmios de R$ 38,4 mil na Mega-Sena

deputado arnaldo jardim FOTO mario agra camara deputados

Senado aprova Marco Legal do Hidrogênio e presidente de comissão comemora