População de Pitimbu faz protesto e pede caixa do BB

Após esperar mais de seis meses pelo retorno de um caixa do Banco Brasil, alguns pescadores, funcionários públicos estaduais e municipais, comerciantes, aposentados e representantes da sociedade de Pitimbu sairam às ruas na manhã desta quinta-feira exigindo que fosse instalado imediatamente o posto de atendimento do banco naquela cidade.

O problema começou cerca de seis meses atrás quando o terminal de autoatendimento foi explodido por ladrões. Até hoje a reinstalação do equipamento ainda não foi providenciada.

O padre Jaildo, um dos organizadores do protesto, disse que os moradores têm tido problemas e, desde a explosão do banco, têm que se deslocar a Caaporã, Alhandra ou até mesmo ao vizinho estado de pernambuco na cidade de Goiana para sacar seus salários.

Após o encerramento do protesto que contou com o apoio da população, o gerente da agência de Alhandra entrou em contato por telefone com o padre daquela cidade comunicando que se encontrava na superintendência do Banco do Brasil em João Pessoa, onde marcou uma reunião com o padre, o superintendente da instituição na Paraíba e a população para a próxima segunda-feira, 13, às 16 horas, no centro de pastoral da Igreja Senhor do Bomfim em Pitimbu.

O padre disse ao gerente que era uma vergonha para Pitimbu, com uma população de mais de 17.000 habitantes, não dispor de uma agência bancária. Em resposta, o gerente informou que em 2011 será instalada uma agência na cidade.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.