Ponte ameaça desabar em Massaranduba

Cerca de 200 famílias de cinco comunidades rurais do município de Massaranduba estão vivendo um suspense desde o final de semana. Isso porque, com as fortes chuvas na região da Borborema, os problemas já começaram a surgir no município. Um dos mais graves é o enfrentado na comunidade do Sítio Salgadão, há cerca de 5 km da zona urbana do município. A situação de emergência foi originada graças a não conclusão da adutora que abastece a cidade.

O fato é que com a instalação da adutora e a eventual represa da água, o nível do rio que deságua no reservatório da cidade aumentou e uma ponte que dá acesso a cinco comunidades rurais do município está sendo afetada.

De acordo com os dados fornecidos pela AESA – Agência Executiva de Gestão das Águas – o açude Sindô Ribeiro está com pouco mais de 73% de sua capacidade total de armazenamento (3.022.715m³), e se as chuvas continuarem, a expectativa é que em menos de 10 dias o açude transborde e toda a região abaixo da represa seja alagada.

Com isso, as comunidades de Salgadão, Cachoeira, Mulungú, Imbira e Canta Galo poderão ficar ilhadas e o único desvio disponível tem uma extensão de mais de 20 km. Na manhã de ontem, uma equipe da Defesa Civil esteve no local, acompanhada do prefeito Paulo Oliveira. Os técnicos já determinaram a interdição da ponte que ameaça desabar como também da área onde o rio passa, para que nenhuma tragédia seja registrada.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.