Polícias da PB e SP prende homem acusado de assassinar policial

Uma operação conjunta das Polícias da Paraíba e de São Paulo, na cidade de Guarujá, no litoral paulista, resultou na prisão do paraibano Maurílio Pedro da Silva, de 19 anos, acusado de crime de latrocínio (roubo seguido de morte), no município de Mamanguape, no Litoral Norte da Paraíba. A prisão ocorreu nesta quinta-feira (5).

Segundo informou o delegado de Mamanguape, Fernando Kleiton, o crime foi no dia 28 de março deste ano, durante assalto a um supermercado local. A vítima, o sargento da Polícia Militar José Gerôncio da Silva, de 45 anos, foi morto a tiros. “Ele tentou impedir o roubo ao estabelecimento comercial, mas acabou baleado”, disse a autoridade policial.

Em Guarujá, Maurílio estava morando na casa de uma prima da esposa e trabalhava como ajudante de obras em um condomínio de luxo.  “Aguardamos ele chegar para o serviço, por volta das 7h, e realizamos a prisão”, disse um agente do Grupo Especial de Capturas da Polícia Civil da Paraíba, que participou da operação policial com mais dois militares paraibanos do Serviço de Inteligência e policiais civis de São Paulo.

De acordo com o delegado Kleiton, Maurílio Pedro confessou com detalhes a participação na morte do militar paraibano, inclusive que foi o autor dos disparos. Ele está preso em uma cadeia de Guarujá e deverá ser transferido para João Pessoa neste sábado (7).

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.