Polícia Federal vai realizar rondas ostensivas no sertão a partir de amanhã

O delegado Derly Brasileiro, da Polícia Federal, informou hoje ao Parlamentopb que vai viajar com sua equipe para Sousa nesta segunda-feira, 13, para dar início a uma série de rondas ostensivas na região do sertão, a exemplo do que já fez no brejo paraibano no mês passado. A intenção é verificar a ocorrência de crimes eleitorais, mais especificamente a compra de votos. Na terça-feira, 14, Derly tem uma reunião agendada com os juízes eleitorais da região e vai colher a impressão deles a respeito do andamento da campanha e da necessidade de se reforçar a segurança nos municípios na semana pré-eleitoral.

Na quarta-feira, 15, haverá uma reunião promovida pelo Fórum Paraibano de Combate à Corrupção (Focco) em Sousa e que também contará com a participação da Polícia Federal. O encontro vai tratar da campanha de conscientização do voto livre e consciente e servirá ainda para ouvir autoridades locais sobre o clima eleitoral na região do sertão.

De acordo com Derly, não têm surgido denúncias de crimes eleitorais no Estado, mas ele acredita que, a exemplo do que aconteceu no brejo, com a ida da PF à região, relatos podem ser encaminhados à Polícia Federal.

Até agora, o que mais chamou a atenção da PF foi a queixa do juiz de Solânea, Ozenival Costa, a respeito da prática de alguns cabos eleitorais que ofereceriam pedras de crack em troca de votos. A denúncia fez com que o município de Solânea fosse incluído no planejamento de segurança da PF. Assim, uma equipe de policiais federais estará no local uma semana antes do pleito para evitar a reincidência do crime.

Em relação ao Estado da Paraíba, Derly revelou ter obtido a garantia que 60% do efetivo da PF estará dedicado à segurança das eleições na semana que antecede o pleito eleitoral.

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.