Polícia entrega cartilha informativa para equipes que vão trabalhar nas eleições

Os policiais civis da Paraíba participaram, nessa quinta-feira (2), de uma reunião que definiu os planos de ação que serão aplicados na Capital e no interior do Estado pelas equipes formadas por delegados, agentes de investigação e escrivães escalados para atuar no pleito deste ano. O encontro aconteceu na Academia de Polícia (Acadepol), na PB-008, quando uma cartilha de procedimentos foi distribuída pela Delegacia Geral.
 
Este ano, 950 policiais civis, incluindo os servidores do Instituto de Polícia Científica, foram convocados para atuar nas eleições. O efetivo que será destinado ao interior foi dividido em 44 equipes, responsáveis pelo combate aos crimes comuns e também aos crimes eleitorais, auxiliando a Polícia Federal. “Existe uma norma do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) de que a função da Polícia Civil é subsidiaria durante o processo de votação, na questão da investigação e autuação dos crimes eleitorais. Porém, se no local onde ocorrer este crime não houver a presença da Polícia Federal para a lavratura do flagrante ou do termo circunstanciado de ocorrência, a Polícia Civil vai estar lá e cumprirá essa obrigação, garantindo ao cidadão o direito ao voto”, explicou o delegado geral da Polícia Civil, Carlos Alberto Ferreira da Silva.
 
Sobre a cartilha distribuída, o delegado geral explicou que o material é uma espécie de guia com todas as informações de horário de trabalho, nomes das pessoas e números de telefones de autoridades policiais, juízes e promotores. “O documento também esclarece as atribuições da Polícia Civil, procedimento na ocorrência de ilícito eleitoral, privação de liberdade, condutas vedadas no dia do pleito eleitoral e principais crimes eleitorais”, acrescentou. A cartilha traz um mapa que mostra onde estão atuando os policiais civis, militares e Corpo de Bombeiros.
 
Centros de Comando e Controle – Além de estar presente na Capital e no interior do Estado, a Polícia Civil também vai contar com gestores nos Centros de Comando e Controle (CCC) instalados pela Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds) e Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em João Pessoa, Campina Grande e Patos.
 
O plano de segurança da Seds para a instituição já começa a ser colocado em prática, nesta sexta-feira (3), com o início de distribuição das equipes. O trabalho só será encerrado após a apuração dos votos.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.