Polícia do Senado ouve ex-assessora de Efraim e irmã sobre denúncias

Será realizado na próxima quinta-feira, 27, às 15h, o depoimento de Mônica da Conceição Bicalho, ex-assessora do senador Efraim Morais (DEM-PB), e de sua irmã Kátia Regina Bicalho. Elas devem ser ouvidas na Delegacia da Polícia do Senado Federal, localizada no subsolo do Anexo II, segundo o diretor da Secretaria de Polícia, Pedro Araújo Carvalho.

Mônica Bicalho é citada como responsável pela contratação das irmãs Kelly e Kelriany Nascimento da Silva, sem conhecimento de ambas. Kelriany relatou à imprensa ter descoberto que era funcionária do Senado ao tentar abrir uma conta bancária. Na conta teriam sido depositados R$ 3,8 mil por mês – valor que seria movimentado, sem seu conhecimento, por Mônica Bicalho.

Segundo as irmãs, Mônica Bicalho lhes teria oferecido ajuda para custear seus estudos e anotado seus dados pessoais. Na terça-feira (18), quando a denúncia veio a público, Efraim pediu à Diretoria-Geral a exoneração de Kelly e Kelriany.

Agora, a Polícia do Senado quer saber o que Mônica e sua irmã Kátia, também envolvida na denúncia, têm a dizer sobre a acusação. No momento, os policiais estão analisando a documentação sobre o caso enviada pela Diretoria de Recursos Humanos.

Agência Senado

TAGS

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.