Polícia Civil prende suspeito de matar filho de policial em João Pessoa

A Polícia Civil da Paraíba, através do trabalho investigativo desenvolvido pela Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (homicídios) da Capital, prendeu em flagrante na manhã desta terça-feira (14), em João Pessoa, um homem de 23 anos suspeito de ter efetuado o disparo que culminou com a morte do filho de um policial em julho do ano passado. O filho do agente da Polícia Civil trabalhava fazendo som em festas. Na volta de uma dessas festas, em julho do ano passado, ele foi assassinado.

O homem foi preso no bairro de Monsenhor Magno, popularmente conhecido como “muçumago”, próximo ao Valentina Figueiredo, na zona sul. “No momento da abordagem na casa do suspeito encontramos o mesmo manuseando uma arma, que também foi apreendida, e que caracterizou a prisão em flagrante”, disse o delegado Carlos Othon, titular da Delegacia de Homicídios da Capital.

Segundo o delegado, o preso é o principal suspeito de ter puxado o gatilho e ser o executor do crime. “Ele vinha sendo investigado há um bom tempo e nós fomos cruzando os dados até chegarmos à sua localização e realizarmos a prisão. As diligências se intensificaram durante a madrugada e no início da manhã cercamos a casa onde ele se encontrava, inclusive conseguimos flagrá-lo no exato momento em que ele estava com um revólver calibre 38 em mãos e municiado”, relatou Carlos Othon.

As investigações apontaram ainda para outros crimes praticados pelo suspeito. Ele tinha um mandado de prisão em aberto por outra situação. “Ele é investigado por vários homicídios praticados em João Pessoa, inclusive um deles foi a morte de um outro rapaz, conhecido como Darlan, que ocorreu no João Paulo II no ano passado e teve grande repercussão na mídia, pois foi um crime com dezenas de tiros e pistolas de vários calibres diferentes.

Comentários

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.